Conteúdo exclusivo

Notícias

Homem será indenizado pelo estado por prisão indevida

22/06/2014

Autor teria sido confundido com um homem procurado pela Justiça por uma falha em sua identificação

A 5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, por maioria de votos, manteve sentença que condenou a Fazenda do Estado de São Paulo a indenizar cidadão que foi preso indevidamente, quando tirava documentos no Poupatempo, em Campinas. O valor da condenação por danos materiais e morais foi fixado em R$ 8.879, já atualizados, mais despesas processuais e honorários advocatícios.


De acordo com os autos, o autor teria sido confundido com um homem procurado pela Justiça por uma falha em sua identificação.


Em seu voto, a relatora, desembargadora Maria Laura de Assis Moura Tavares, ratificou que a indenização por danos materiais era consistente com os gastos suportados e que a permanência no cárcere, mesmo que por um dia, foi suficiente para caracterizar o dano moral. “O montante arbitrado deve ser mantido, uma vez que é adequado para compensar a dor suportada pelo reclamante, em razão da conduta negligente do Estado.”


Os desembargadores Fermino Magnani Filho e Francisco Bianco também participaram do julgamento.

Fonte: TJSP/Jornal Jurid

Mais lidas